Centro Espírita Amor a Jesus

R. Cap.José Neves Bicudo, 274 - Jacareí - São Paulo - BR

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Início Eventos e Notícias no CEAJ Feira Beneficente de Artesanato para o Dia das Mães - Abr/12

Feira Beneficente de Artesanato para o Dia das Mães - Abr/12

E-mail

Em  comemoração aos  44 anos  de  existência  do  seu  Departamento de Assistência Social  Eurípedes Barsanulfo,  o Centro Espírita Amor a Jesus promoverá no dia 14 de abril na sua sede à R. Cap. José Neves Bicudo 274 (travessa da R. Cônego José Bento próximo ao asilo Associação Humanitária Amor e Caridade), das 9 às 17 h, a FEIRA BENEFICENTE DE ARTESANATO PARA O DIA DAS MÃES. As entidades beneficiadas com o resultado da Feira serão o próprio Centro e a Associação Humanitária Amor e Caridade.

A História
Em 15 de novembro de 1932 um grupo de pessoas se reúne na casa de Dona Joaquina de Carvalho e funda o Centro Espírita Amor a Jesus. Em 1945, como já vinha prestando sua colaboração à Associação Humanitária Amor e Caridade, o Centro aceita o convite do Capitão José Neves Bicudo, fundador daquela entidade filantrópica, e transfere-se para suas dependências. Em 1968 é fundado o seu Departamento de Assistência Social, através do qual faz-se mensalmente a distribuição de alimentos às famílias assistidas. Há mais de 10 anos atrás foi inaugurada a sua sede atual.


clique na foto para ampliar

 

 PALESTRAS PÚBLICAS
Temas do Evangelho 
Segundo o Espiritismo


xAAOS SÁBADOS DAS 20 ÀS 21:05hxxx
(+passe, vibrações e prece)
AOS DOMINGOS DAS 19 ÀS 19:40h

Faça parte da nossa comunidade.
Conecte-se com o CEAJ.


HISTÓRIA DO
ESPIRITISMO

acesse aqui

Pensamento do Mês
- Novembro/18 -

"A nossa felicidade será naturalmente proporcional em relação à felicidade que fizermos para os outros. 

Allan Kardec


Início Eventos e Notícias no CEAJ Feira Beneficente de Artesanato para o Dia das Mães - Abr/12

"Às vezes, naquele minuto de oração deixamos de tomar uma atitude precipitada, de proferir uma palavra agressiva, de permitir que a cólera nos induza a qualquer atitude infeliz..."  (Chico Xavier)